Acessibilidade: O projeto é uma boa solução ou não?

Preciso de uma alternativa a este projeto de acessibilidade. Creio que na prática alguns destes ambientes vão ficar pequenos quando mobilia-los? O projeto é uma boa solução ou não?

Acessibilidade: O projeto é uma boa solução ou não?

Preciso de uma alternativa a este projeto de acessibilidade. Creio que na prática alguns destes ambientes vão ficar pequenos quando mobilia-los? O projeto é uma boa solução ou não?

Você tem alguma pergunta?
Pergunte à comunidade

5 Respostas

Rita Varlesi
Particular - há 1 mês

Olá Paulo, não sou arquiteta mas a convivência com um marido com deficiência nos faz olhar as coisas de modo diferente. Pelo que verifiquei o projeto não contempla a acessibilidade de um cadeirante. Quando reformei meu apto, avaliamos muitas coisas que facilitariam a movimentação e uso dos cômodos. Abrimos paredes, ampliamos o banheiro e colocamos barras de apoio, utilizamos portas de correr e controles remotos para luzes e ventiladores de teto. Pode parecer reforma demais, mas uma casa acessível vai proporcionar ao cadeirante maior independência e qualidade de vida e isso não é mais caro do que um projeto não acessível. Busque um profissional confiável e especialista em acessibilidade. Boa sorte na sua reforma!!!

ScalaTécnica Estruturas Metálicas

A ScalaTécnica se sente honrada em poder ajudar com sua dúvida.

R: O projeto em questão não possui as dimensões basicas para giro e movimentação; Contrate um arquiteto que lhe orientará...

Só atuamos na fabricação e instalação de estruturas metálicas para residências, galpões, mezaninos, etc... mas nossos engenheiros, arquitetos e técnicos por possuírem vasta experiência pode lhe dar dicas, sugestões e soluções para suas necessidades aqui no portal.

A disposição;

ScalaTécnica Estruturas Metálicas

Engeconsult - Projetos, Engenharia e Consultoria

Olá! Ficamos satisfeitos em poder contribuir!!!

Vamos lá: Quando pergunta "O projeto é uma boa solução?" refere-se ao desenvolvimento de projeto ou ao projeto apresentado?

Primeiro: Quanto a projetos serem a melhor solução, não há dúvida. Melhor gastar no papel do que em campo, e ainda correr o risco de dar errado. E quando se fala em acessibilidade, ainda tem que considerar que deve ser submetido à aprovação antes de receber autorização de construção, e seguir as normas (ABNT NBR 9050/2020), onde inclusive falam sobre mobiliários.

Quanto ao seu projeto, o arquiteto ou o profissional especializado para elaboração, deve considerar tais parâmetros, além dos parâmetros de edificações do município. Um ponto quanto à apresentação de projetos, e que consta do código do consumidor, é a apresentação dos lay-outs com dimensões dos móveis próximo à realidade, assim, o cliente consegue identificar se está ou não em um ambiente reduzido. Além disso, permite que as distâncias mínimas de passagem sejam respeitadas.

Uma alternativa que utilizamos com frequência na Engeconsult é a utilização de ambientes 3D para que o cliente consiga visualizar melhor. Algumas empresas conseguem realidade aumentada, com óculos especiais, mas talvez o custo benefício para um projeto menor não seja viável.

De toda forma, um elemento em 3D em que você possa passear pelo ambiente ajuda muito, e o fundamental: tenha em mente, quando visualizar, que deve ser a visão de um deficiente também, sem esquecer que deficiente não é só o cadeirante, pode ser o cego, a pessoa que tem apenas 10% da visão, uso de muletas, andadores (no caso de idosos), paralisia ou sequelas de acidentes, derrame, etc... isso é que é o mais importante. Colocar-se na posição de várias pessoas com deficiência, para tentar absorver o máximo de experiência e ver se aquele ambiente está adequado a "todas" as deficiências ou àquelas que sejam imprescindíveis a adaptação, pois existem muitos deficientes que se saem melhor que muitas pessoas sem deficiência em qualquer ambiente, trabalho, esporte, etc.

Paulo Kennedy Prates
Particular - há 1 mês

Este é o projeto que o engenheiro apresentou. É uma residência portanto não preciso que atenda a todas as normas da NBR que inclue vários tipos de deficiência, deve atender apenas as minhas necessidades como deficiente físico, cadeirante.

Estou fazendo medidas de móveis para saber quanto espaço livre me sobra para circulação em cada ambiente se tivesse no projeto facilitaria muito.

Mas que queria saber se a reforma aproveitou da melhor forma possível o imóvel ou se outras soluções seriam mais vantajosas.

Deixe sua resposta

Você deve estar cadastrado para responder as perguntas. Está proibido incluir telefones, e-mails ou links de sites externos. Sua resposta será revisada e excluída caso não cumpra a regra.

Peça orçamentos de arquitetos na sua região

Escolha um tipo de trabalho

Cadastre-se
Você é um profissional?

Fale com pessoas que estão procurando profissionais qualificados em obras, instalações, mudanças, etc.